Primary Navigation

Brasil representa 72% dos ataques em IoT na América Latina em 2018

IoT

O mal armazenado de informações “sigilosas” podem trazer sérios riscos para os usuários, a crescente onda de desenvolvimento de soluções IoT tem sofrido demais nesse quesito. Os ataques a dispositivos com Internet das Coisas na América Latina já ultrapassa 30 mil dispositivos. O Brasil tem a representatividade de 72% dos dispositivos infectados na America Latina, segundo Kaspersky Lab.

O Brasil fica com 23% dos ataques globais em dispositivos com Internet das coisas. Confira abaixo a representação de infectados global.

“O que podemos esperar é que quanto mais tivermos aparelhos IoT, mais teremos incidentes criminosos. No mapa de dispositivos infectados, o Brasil já está em vermelho junto com a China”, apontou Thiago Marques – Pesquisador de Segurança da Kaspersky Lab.

O malware mais utilizado é o Mirai (backdoor.linux.mirai.c), uma ferramenta que permite o atacante tomar o controle do dispositivo, criando uma rede de botnets que pode ser usada em vários ataques e sem que o dono do aparelho tome conhecimento.

As Smart TVs representam 70% dos aparelhos de Internet das Coisas na região, no momento. Neste pacote, estão incluídas as “TV Boxes”, aqueles aparelhos já bastante populares vendidos no mercado brasileiro para assistir TV a cabo pirata. Eles são equipados, em sua grande maioria, com versões antigas do Android, roteadas e vulneráveis a serem infectadas por malware.

A Kaspersky não revelou o nome das empresas atacadas, por que essas ainda não foram notificadas. Entretanto, tratam-se de apps que comandam eletrônicos como fechaduras, lâmpadas, TVs e outros dispositivos domésticos conectados à Internet e disponíveis no Brasil.

 

 

Integra: Tecnoblog


Lincoln Gomes

Estudante de Administração pela Universidade de Ribeirão Preto Campus Guarujá. Tenho 21 anos e sou apaixonado por assuntos que abrangem tecnologia, finanças e empreendedorismo.

Cotação